CARDEIRO

Scleronema micranthum (Ducke) Ducke

Bombacaceae

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

Árvore encontrada com freqüência nas matas primárias de terra firme e em áreas de matas de várzea por todo o Estado do Amazonas.

DENOMINAÇÕES VULGARES

Cardeiro, cedro bravo, envira de cotia, cedrinho.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA ÁRVORE

Árvore de médio a grande porte (até 40 metros), freqüente, tronco reto, diâmetro alcançando até 70 cm, casca marrom acinzentada rugosa, espessa (3,0 cm)

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MADEIRA

Madeira moderadamente pesada (0,70 a 0,75 g/cm3); alburno amarelo-claro, diferente do cerne castanho-claro; grã direita a inclinada; textura média a grossa, cheiro e gosto imperceptíveis; canais secretores presentes por todo o lenho, obstruídos por resina branca. É fácil de trabalhar (serrar, aplainar, pregar e aparafusar), recebendo bom acabamento. A madeira é chamada de ‘cedrinho’ por se parecer com o cedro verdadeiro (Cedrela odorata, Meliaceae)

DESCRIÇÃO ANATÔMICA MACROSCÓPICA

Poros visíveis à olho nu, poucos, de médios a grandes; solitários, geminados e por vezes formando cadeias radiais curtas, vazios, alguns obstruídos por tilos ou resina. Linhas vasculares longas e retilíneas. Raios no transversal visíveis Sem auxílio de lupa (os mais largos), com distribuição regular; os mais finos apenas sob lente; no plano tangencial aparecem altos e dispostos irregularmente. Parênquima distinto a simples vista, em linhas concêntricas, espaçadas irregularmente, às vezes ligando os poros, alguns ainda aliforme de aletas curtas. Camadas de crescimento delimitadas por zonas fibrosas mais escuras. Canais secretores presentes.

PRINCIPAIS USOS

Móveis, construção leve, paletes, compensados decorativos, construção civil e naval, tabuados, carpintaria, marcenaria e acabamento, divisórias, assoalhos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *