ASSACU

Hura crepitans L. Euphorbiaceae

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

Ocorre em toda a Amazônia, em matas de várzea, de solo argiloso e alagadi-ço, margeando os rios. Distribui-se nas Guianas, Antilhas, América Central, Peru e Bolívia.

DENOMINAÇÕES VULGARES

Assacu, açacu, areeiro, uassacu, monkey dinner beII, pos-sentree, postentree, zachtout, zandkokerboon, sablier, white ou YeIlow Sand-box, sablier blanc, s. jaune, javillo blanco, j. Amarillo, ceiba, habilla, oelba, ceibo amanho, c. brujo, Ceiba de eche acuapar, barbasco, tronador, white cedar, catahua, habilla, salvadera, catauá, ochoó, ochohõ, hura, nune, mohinillo, chichicaste, haba, habilla, arbre du diable, bois du diable, monkey pistol, catauá.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA ÁRVORE

O assacu encontra-se quase sempre em terrenos aluviais, de preferência onde possa receber bastante luz solar. É árvore monóica, de grande porte (até 40 m de altura) e com diâmetro atingindo até dois metros. O tronco é aculeado, e sua seiva, muito cáustica, tem como principio ativo a hurina ou crepitina. O látex é fluido, extremamente irritante para as mucosas provocando edema em contato com os olhos e, na boca e faringe, ardor pronunciado. Antes de abater a árvore costuma-se anelar o tronco para sangrar o látex.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MADEIRA

Madeira leve (0,35 a 0,40 g/ cm3), de cor branca com tonalidade levemente amarelada, ou variando de branca a bege; alburno indistinto do cerne; macia, muito fácil de trabalhar; textura média; grã direita a irregular; superfície lisa ao tato; cheiro e gosto indistintos. Apresenta baixa resistência à ação de fungos xilófagos, sendo muito atacada por grupos manchadores.

DESCRIÇÃO ANATÔMICA MACROSCÓPICA

Poros visíveis a olho nu, poucos, médios e grandes, solitários, geminados chegando a compor algumas cadeias radiais, alguns vazios, na maioria obstruídos por tilos brilhantes. Linhas vasculares distintas sem auxilio de lente, longas e retilíneas. Raios no transversal muito delgados e numerosos, visíveis apenas sob lente, com uniformidade na largura e espaçamento; no plano tangencial são irregularmente distribuídos, pouco visíveis mesmo sob lente. Parênquima axial visível apenas sob lente, difuso, agregado e formando trechos de linhas tangenciais, formando com os raios retículo irregular. Camadas de crescimento pouco distintas.

PRINCIPAIS USOS

Compensados, obras internas, caixotaria leve, brinquedos, tamancos, ar-tefatos de madeira, miolo de painéis, de portas e, ainda, para contraplacados e chapas de partículas. Sua aplicação deve ser precedida de tratamento preservante. Os troncos das grandes árvores são utilizados pelos índios para a construção de canoas e os exploradores de madeiras usam as grandes toras para sustentar peças de madeira mais pesadas que a água, quando baixam os rios (chamada de boieira).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *