AFINAL: O QUE É MADEIRA?

A madeira é um produto do tecido xilemático dos vegetais superiores, localizado em geral no tronco e galhos das árvores, com células especializadas na sustentação e condução de seiva. Do ponto de vista comercial, a madeira somente é encontrada em árvores com altura superior a 6 metros e diâmetro acima de 50 cm.

O xilema é um tecido estruturalmente complexo composto por um conjunto de células com forma e função diferenciadas e é o principal tecido condutor de água nas plantas vasculares. Possui ainda as propriedades de ser condutor de sais minerais, armazenar substâncias e sustentar o vegetal. É importante lembrar que o xilema é encontrado em várias regiões dos vegetais, não só no caule, como raiz e ramos.

Nem todas as espécies que produzem tecido xilemático são reconhecidas comercialmente como produtoras de madeira. O xilema é um tecido característico das plantas superiores, incluindo nesta categoria vários tipos de plantas: arbustos, cipós e árvores. A presença de xilema na espécie não significa entretanto que a mesma está apta ao uso industrial, no que se refere a desdobro de toras. Para tanto, requere-se à espécie que possua volume necessário que justifique sua exploração. Portanto, toda madeira é proveniente de tecido xilemático, mas, sob a ótica comercial, nem todo tecido xilemático produz madeira.

Os principais tipos de células encontradas na madeira são:

Fibras
Células existentes no lenho das  angiospermas, alongadas, imperfuradas, com pontoções simples ou areoladas nas paredes. Muitas das propriedades físicas e mecânicas do caule dependem da morfologia destas células.

Elementos de vaso
Os vasos são estruturas formadas por uma junção de células perfuradas, chamadas de  elementos de vaso, que se comunicam entre si, formando longos dutos que conduzem a seiva no sentido axial. Os vasos são característicos de espécies pertencentes às angiospermas, havendo algumas excessões. Representam uma grande evolução biológica dos vegetais  no sentido de transporte de seiva.

Raios
Os raios são células parenquimáticas que prolongam-se no sentido da casca para a medula. Possuem a função de alimentar o tecido neste sentido e costumam acumular muitas substâncias nutritivas, além de inclusões. É chamado também de parênquima radial.

Traqueídeos
Constituem-se de células alongadas, delgadas, de contorno  geralmente angular com funções mistas de condução e sustentação, características das gymnospermas, apesar de estarem presentes também em várias angiospermas.

Parênquima axial

Células que possuem como função principal acumular substâncias nutritivas, o parênquima confere baixa resistência a esforços mecânicos, pois possui baixo nível de lignina em sua constituição. É um tecido facilmente atacado por organismos xilófagos.

Algumas estruturas especiais são características de determinadas espécies, gêneros ou famílias, como os canais resiníferos, canais secretores axiais, fibrotraqueídeos e outras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *